domingo, 14 de junho de 2009

ALGUNS NOVOS VELHOS AMIGOS

Tiram-me o sono. Cansam-me. Mas, às vezes, até durmo com eles. Ou em cima deles.
Gosto de alguns, de outros, nem tanto. Mas, são importantes, mesmo assim.
Algumas vezes, me fazem espirrar. Mas, tem também aqueles que cheiram bem.
Muitos estão "online" o tempo todo. Outros são difíceis de encontrar.
Uns, são um verdadeiro enigma. Não os enxergo bem, mas me esforço. Outros são inexpressivos. Alguns, até bonitos, interessantes.
Têm os muito grossos, e os finos e com muito conteúdo.
Tem uns que andam com cada "figura"...
E os solitários: velhos... Românticos, filosóficos, políticos, cheios de ciência, cheios de novidade...
E tem os especialistas. Documentam tudo.
E, claro, tem também os equivocados. Mas, me divertem, mesmo assim.
Tem uns com tanta personalidade que são copiados. Geralmente, são aqueles que não se deixam comprar: pelo menos, facilmente.
Confesso que eles são parte da minha história. Mas, da sua também. Outros, contam muita história.
Alguns são sobre arte. Alguns de “dança”. Outros, nem tocam no assunto. E eu é que tenho que me virar pra que eles conversem. Dá trabalho. Por isso, algumas vezes, fico chateado, cansado e reclamo com eles. Mas... Não consigo viver sem eles. Aliás, acho que ninguém. Por isso cuido e trato bem.
Por causa deles, sou alguém, a cada instante, mais sábio que no instante anterior, a cada página virada.
Livros...