quinta-feira, 3 de setembro de 2009

INCÔMODOS DE VIRGINIANO

Porta-retrato sem foto
Poeira no móvel
Lâmpada queimada
Banheiro sem tranca
Vaso sem flor
Chiclete na sola
Roupa amarrotada
Som de goteira
Meia rasgada
Falta de cor, de espaço e de ética.
Mesa em falso
Prego que dobra
Falar sem medida
TV ligada pra nada
Cama desfeita
Toalha molhada
Fogão sujo
Limão espremido com corte no dedo.
Calo sem band-aid
Janela sem vista
Lençol tomado
Não dormir pensando
Azulejo sujo
Unha encravada
Mal estar de ansiedade
Cabelo na pia
Avião lotado
Comentário sem noção
Criança chorando,
Acordar chorando,
Chorar sem motivo e por quem não merece.
Telefone tocando
Calça frouxa
Suar de tensão
Lembrar de quem se esquece.
Sair sem rumo
Cuspe no chão
Viver em dúvida
Curva no ônibus
Ver vômito
Esconder segredo
Perder documento
Sofrer por amor.
Engolir sapo
Chegar atrasado
Esperar resultado
Perfume ruim
Esquecer nome
Amizade não sincera
Fazer conta
Resposta não dada
Febre somática
Desligar despertador
Quadro torto
Angústia de espera.